9 thoughts on “ Minha Avó

  1. Da autoria de Beatriz Braga, Joana M. Gomes, Marta Correia, Miguel Correia e Susana Amorim e em colaboração com a DGS, o livro “A Minha Avó Tem Coronavírus!” pretende ajudar as crianças a lidarem com a situação única gerada pela pandemia Covid que obriga a novas rotinas nem sempre fáceis de entender, mas que deve ser explicada, de forma realística e adequada, às crianças.
  2. Amo Minha Avó. Alguém a quem eu lembro noite e dia, a quem eu sempre vou me recordar, cuja presença transbordou meu coração de alegria, alguém a quem eu amei e sempre vou amar. Compartilhar Carta aos Avós.
  3. Minha avó é o tesouro mais valioso que pude encontrar. Seus valores iam além das palavras, mostravam-se em suas atitudes, e sua personalidade tão única e especial é um exemplo da pessoa que desejo me tornar.
  4. Quando era criança minha mãe combinava o meu vestido, com o sapato, a calcinha, as meias, os enfeites de cabelo, as pulseiras e a bolsinha. Daí que “eu criança”, saia de casa de uma só cor (essa sala sou eu com 8 anos), nos dias que mamãe estava ousada, tinha duas cores no meu visual.
  5. A minha avó mais nova e linda vai fazer 96 anos este mês. Continua com mta vontade de ver a família e que este vírus vá embora. Gostava mesmo de lhe dar um beijo e um abraço e preparo-me para o segundo teste de covid para ter a certeza absoluta de que posso chegar até ela sem lhe fazer mal.
  6. Jun 09,  · Compre livros na Amazon e ajude o canal: mousdaritajufebvkatabilmacorthylp.coinfo LEIA MEU LIVRO mousdaritajufebvkatabilmacorthylp.coinfo GRÁTIS no Kindle Unlimited • VAMOS FICAR MAIS PERTO? • ♥ Se inscreva no meu CANAL.
  7. A minha avó era como minha segunda mãe, a perda dela está sendo agonizante para mim, sei que o tempo cura tudo. Na última vez que estive na casa dela depois que ela se foi, peguei uma muda de planta bem pequena que estava no quintal dela para cuidar, em homenagem a ela.
  8. Um beijinho forte ️ felizmente também tenho a minha avó Maria, aliás tenho as duas mas uma delas (a mais velhota) é minha madrinha, é o nosso docinho! A última vez que a abracei foi no natal e morro de medo todos os dias que passam! Vivo fora do país, é difícil estar tão longe e as saudades são tantas ️ um abracinho e um grande.
  9. Feb 05,  · Como o Alzheimer da minha avó curou minhas inseguranças. Tieli C. Nakamura. Follow. Feb 5,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *